Saltar para o conteúdo
08.11.2017

A abóbora hokkaido – um apreciado faz-tudo

Hokkaido_Magazin.jpg
© Fotolia / Daniel Vincek

Nos últimos anos, a abóbora cor de laranja vivo inicialmente originária do Japão tornou-se, de forma discreta e silenciosa, uma das abóboras comestíveis mais apreciadas. Provavelmente, tal acontece graças ao seu manejo fácil. A hokkaido tem um tamanho agradável e além disso pode ser saboreada com casca. Ou seja, a tarefa chata de descascar deixa de existir. Só cortá-la ao meio ou em pedaços pequenos é que se torna algo cansativo, devido à casca que é, na verdade, muito rija. Mas a abóbora hokkaido também não pode ser subestimada em termos de sabor. A sua polpa sólida e com aroma de frutos secos é particularmente pobre em fibras e pode ser preparada de muitas maneiras.
Ao comprar, o teste da batida é uma forma simples e rápida de determinar o grau de madureza certo. Para tal bata ligeiramente com o dedo na abóbora, e se esta tiver um som oco, a abóbora tem o grau de madureza certo.
O ideal é guardar a abóbora hokkaido num local fresco e seco. Logo ao comprar, verifique se o pedúnculo está intacto. Se estiver golpeada ou já cortada em pedaços, a abóbora pode ser guardada no frigorífico durante três ou quatro dias. Em alternativa também pode congelar os pedaços de abóbora.